O Segundo Caçador

Autor: Bruno Crispim
Editora: Edufes
346 páginas
Livro cedido em parceria com o Autor

"Will volta do trabalho de ônibus. É um dia como qualquer outro. Se não tivesse ido trabalhar durante suas preciosas férias, ele nem estaria irritado. E se estivesse calmo, talvez não reagisse ao assalto. Mas ele reage. E o péssimo começo só aumenta a brutalidade dos assaltantes.As complicações dessa escolha ressoarão pelo resto da vida de Will. Dentre os vários feridos, três morrem. Dois, pelas suas mãos.Vivo, mas traumatizado, Will luta para voltar à vida normal enquanto é bombardeado pelas ideias ingênuas de seu melhor amigo que defende a forma que Will agiu no ônibus. Para ele, a sociedade cria aberrações que não têm o direito de estarem vivas. São pessoas tão cruéis que se fossem eliminadas, todos seriam beneficiados.Mesmo sem se interessar pelas fantasias do amigo, mais barbárie é trazida à sua vida. Ele tenta, mas não consegue deixar de reagir. A partir daí, ele se envolve numa espiral crescente de violência, desistindo da sua alma para se transformar num justiceiro.Ele acredita fazer o Bem Maior; um mal necessário, que ninguém tem estômago para fazer. E ele é bom nisso. Ninguém consegue detê-lo. Logo, ele se transforma numa lenda urbana, um dos Caçadores. Ele só não percebe que aos poucos perde sua humanidade e se transforma num dos monstros que costuma caçar.Só uma pessoa tem o poder de enjaular seu ódio sem limites. Só seu amor pode trazê-lo paz. Mas, depois de tudo o que ele fez, ainda existe algo para ser salvo?"

Bom, primeiro vou começar pelo que eu achei do livro. Gostei bastante, ter um herói brasileiro que é bem feito é algo bem dificil haha, mas o autor acertou em cheio e transformou o Will em um herói na minha humilde opinião.
As únicas pessoas que estão na vida de Will são sua namorada e seu melhor amigo, ele é um advogado de sucesso, consegue salvar criminosos, sim, ele defende os criminosos, e mesmo não gostando muito disso aguenta firme onde trabalha para conseguir ficar perto de seu amor. Por mais que tenha bastante dinheiro ele gosta de economizar, não vê motivos pra ter um carro e sempre anda de ônibus, porém numa dessas viagens um assalto acontece e ali dentro do ônibus tem um Assassino. Will tem problemas pra lidar com a raiva e acaba socando um dos assaltantes, quase é morto por Assassino e no final mata dois assaltantes. Após isso ele não consegue mais se entender, e sendo apoiado pelo melhor amigo sai pela primeira vez depois do acidente, a noite não termina bem, seu melhor amigo é morto e este é o estopim pra que ele se transforme em um assassino, serial killer, justiceiro, seja lá qual for sua opinião sobre isso. Isso toma sua vida e ele perde o controle do que está acontecendo, mas se você quer saber como ele lida com isso e descobrir esse final INCRÍVEL, vai ter que ler o livro!

Já leram ou querem ler? Deixe nos comentários.

Para quem quiser comprá-lo:







Outros Jeitos de Usar a Boca

Autora: Rupi Kaur
Editora: Planeta Brasil
208 Páginas












Outros Jeitos de Usar a Boca é um livro de poemas, escrito por Rupi Kaur, que é poeta, artista plástica e performer canadense nascida na ÍndiaOs poemas retratados no livro abrangem várias experiências adquiridas durante a vida, sendo dividido em quatro partes e cada uma tendo um propósito diferente. O livro, basicamente, conta uma história e toda a montanha russa existente nela, como: o amor, as dores, perdas, essência feminina, valores humanitários...
Acho que a grande questão abordada no livro e que o fez  fazer tanto sucesso foi o fato de abordar o feminismo. Quer dizer, acho que nem tanto feminismo, mas, sim, humanidade. Como as pessoas deveriam ser valorizadas - em especial as mulheres, por serem tratadas até hoje em muitos lugares como um ser inferior. A abordagem é muito bem colocada. Você consegue fazer um parâmetro de valores existentes no mundo atualmente. O modo como as pessoas enxergam umas às outras e como realmente deveriam enxergar. O valor que as pessoas se dão e que não chega nem perto do que elas realmente merecem. Todas essas questões são muito bem exploradas no livro, apesar de alguns poemas serem melhores do que outros, alguns até mesmo não são bons. Mas o livro em si, a mensagem que ele tenta transmitir aos seres humanos tem muito impacto, assim como delicadeza.

E você, o que achou do livro? Deixe nos comentários!





Minha Rendição

Autora: Cinthia Freire
Editora: Amazon
392 páginas

"Segredos são como fantasmas nos assombrando e nos fazendo crer que são reais.Todos têm os seus fantasmas.Poliana tem os seus e há seis meses ela tenta se convencer de que ainda é capaz de viver, mesmo que seu coração lhe diga que não há mais esperanças.Vinicius é um renomado cardiologista que vê no trabalho voluntário uma forma de se redimir dos seus pecados.Uma mulher marcada pela dor, um homem que carrega em seu coração a culpa por seus atos.Duas almas feridas encontrando nos braços um do outro uma nova chance para serem felizes.Um livro sobre culpa, perdão, rendição e a descoberta do verdadeiro amor, mesmo quando não se espera por ele."

É um livro muito gostoso de ler, a qualidade da escrita é alta, eu adoro os livros da Cinthia e realmente indico muito eles, se você quiser ler um romance muito bom, a série Segredos é maravilhosa, um dos melhores que eu conheço na literatura brasileira inclusive.
Depois do mal que causou às pessoas que mais ama Vinicius  não se perdoa e vê no trabalho voluntário uma forma de se redimir. Naquele lugar onde poucas pessoas têm oportunidades ele encontra Poliana, garçonete de um pequeno restaurante onde ele vai almoçar algumas vezes, se vê encantado pela moça e tenta se aproximar. 
Um romance maravilhoso começa, mas Poliana têm muito mais bagagem do que aparenta e acabamos vendo uma ligação dela com uma cena do primeiro livro, ela acaba se distanciando de Vinicius quando o passado volta a se tornar presente e acredita que assim está protegendo quem ela ama, porém nem mesmo assim Vinicius vai desistir de ter seu amor com ele.
Espero que aproveitem a leitura :)

Já leram ou querem ler? Deixe nos comentários.

Para quem quiser comprá-lo: 



Tempestade do Eu

Autor: Fábio Feminella
Editora: Independente 
107 páginas
Livro cedido em parceria com o autor.

"'Reflita sobre seu caminho e redesenhe se assim for preciso'O personagem desta história sente que é hora de dar um basta no 'deixar rolar' de sua vida e resolve encarar a tempestade de frente para se reencontrar, resgatando sua criança interior e projetando um futuro melhor, dizendo não ao futuro que não desejava ter.É através do convívio social e principalmente das reflexões pessoais que redesenha seu caminho escolhendo ver as coisas por um novo ponto de vista.Tempestade do eu, entra na cabeça de diversos personagens para que o leitor alcance as diferentes percepções de uma mesma situação."

Neste livro vemos o período de mudança na vida de Augusto, todos os montes que ele precisa subir para conseguir ver o sol em sua melhor paisagem. As amizades, as pessoas que vêm e vão, e principalmente as quem marcam.
É um livro ótimo pra quem está confuso com o que fazer da vida, que deixou as aventuras de lado e se acostumou com a mesmice, quer dar um novo salto, iniciar um novo projeto, viver novas experiencias, porém sua própria mente cheia de preocupações não deixa isso acontecer. Mais virado a psicologia, abre a mente empreendedora, eu como estudante de administração sempre vejo em alguns livros, tenho muito orgulho de ser parceira de um autor com um livro tão bom. Espero que o autor tenha muito sucesso.

Já leram ou querem ler? Deixe nos comentários.


Para quem quiser comprá-lo:

Tempestade do Eu






O Amor nos Tempos do Ouro

Autora: Marina Carvalho
Editora: Globo Alt
328 Páginas


"Sabes que nunca me apaixonei, maman, mas se porventura o tivesse feito, seria por alguém como ele?" Cécile Lavigne perdeu todos os que amava e agora está sozinha no mundo. Ela, uma franco-portuguesa que ainda não completou vinte anos, está sendo trazida ao Brasil pelo único parente que lhe restou, o ambicioso tio Euzébio, para casar-se com o mais poderoso dono de terras de Minas Gerais, homem por quem Cécile sente profundo desprezo. Após desembarcar no Rio de Janeiro, Cécile ainda precisará fazer mais uma difícil viagem. O trajeto até Minas Gerais lhe reserva provações e surpresas que ela jamais imaginaria. O explorador Fernão, contratado por seu futuro marido para guiá-la na jornada, despertará nela sentimentos contraditórios de repulsa e de desejo. Antes de enfim consolidar o temido casamento, Cécile descobrirá todos os encantos e perigos que existem nessa nova terra, assim como os que habitam o coração de todos nós. Com o passar dos dias, crescerá dentro dela a coragem para confrontar todas as imposições da sociedade e também o seu próprio destino.


O livro  traz a história de Cécile, uma mulher  que  acaba de perder toda a sua família em um naufrágio. Abatida, sem vontade de continuar vivendo e sozinha na França, ela é obrigada a viajar para o Brasil, onde se encontra seu único parente vivo, seu tio Euzébio.
Por ser um homem frio e muito ambicioso, Euzébio arranja um casamento vantajoso para a sobrinha - com um homem muito mais velho, cruel e um dos mais ricos das Minas Gerais - com o qual ele sairá lucrando também.
Cécile se vê encurralada, além de estar psicologicamente abalada pela perda de toda a sua família, se encontra em um país cujo os costumes são muito mais rígidos com os quais ela fora criada, além de estar sendo arrastada para um casamento que ela não deseja. Mal chegando no Brasil, ela é mandada para Minas Gerais. Um aventureiro chamado Fernão é contratado por seu futuro marido para levá-la do Rio à Minas, uma viagem longa e cansativa. Contudo, durante o trajeto, os dois acabam se conhecendo um pouco melhor e surge uma atração entre eles. Apesar de saber que a garota está sendo forçada a se casar, Fernão cumpre com seu contrato e entrega a moça para Euclides, porém acaba se arrependendo. Ele então decide bolar um plano com Cécile para fugirem antes que o terrível casamento se concretize.

Além do romance, ponto central, o livro também aborda sobre o momento em que se passa a história: Brasil colônia, explorado por suas riquezas por pessoas extremamente ambiciosas, principalmente a Coroa Portuguesa. Aborda também a triste realidade dos subordinados da época - principalmente africanos, arrancados de sua terra natal para realizar trabalhos escravos na colônia.

Além da narrativa central, em 3ª pessoa, temos também o diário de Cécile e as cartas de Fernão, com os quais podemos analisar mais precisamente os pensamentos e sentimentos de ambos. E o livro conta também com uma ótima e fluída escrita, algo que ajuda com o fato de nós entrarmos na história  e querer sempre mais e mais.

E você, o que achou do livro? Deixe nos comentários!




Tecnologia do Blogger.